Um dia na minha vida no Senegal

Fernanda Savaris Nunes - Senegal


March 4, 2017

Pedidos especiais me levaram a traduzir esse texto inteirinho pro Português. Divirtam-se 🙂

Saalam
Aleikum! Fala galerinha, no post de hoje eu serei Mame Diara, a pessoa que eu vim sendo nesses últimos 6 meses, e não a Fer de quase sempre. Pois é, me deram um nome novo aqui (aparentemente nomes gringos são complicados demais pra gente perder tempo com isso), e não, me acostumar a ser chamada por outro nome não foi tão difícil assim.

Inline images 18





















Então, essa sou eu, Mame Diara, e eu os guiarei em Um Dia Em Minha Vida No Senegal™. Sejam bem vindas.


Inline images 16

Inline images 11

Pra criar uma ideia do que meus olhos presenciam todos os dias, fotos do meu quarto e casa. Nelas vocês podem ver duas coisas que salvaram minha vida aqui: meu ventilador e nossa árvore lindíssima que me ajudou tantas vezes a ter certeza de que a casa era a minha antes de entrar, evitando que eu passasse vergonha na casa de estranhos (acredite, acontece mais do que você imagina).


Começando meu dia: de manhã cedo eu desço a rua de casa pra comprar café da manhã pra minha família. Primeiro eu compro pão (vários baguetinhos) da Tia Faksise, depois compro os recheios da Amy Ñai, a amiga mais fofa que fiz aqui. As opções de recheio são várias, mas aqui em casa só entra ervilhas aceboladas e Acará (bolinhas de massa de feijão fritas com molho de tomate e cebola) e claro, muita pimenta. Não é a toa que o café da manhã continuou a ser minha refeição preferida aqui.

Inline images 17

Inline images 4

Inline images 12

Inline images 21









Depois eu vou pra casa fazer outras coisinhas matinais (dar café pro vizinho, comprar leite, lavar a louça, etc) pra só então tomar meu café e me preparar pra ir pro trabalho.

Inline images 9

Inline images 1

Como vocês podem ver, eu tenho uma bicicleta. O nome dele é Creed Apollo e medo foi um sentimento frequente no começo do nosso relacionamento (as ruas de Tivaouane não são nada tranquilas), mas agora nós confiamos um no outro e nos tornamos o casal mais adorado da cidade.

Creed Apollo, eu te amo.

Inline images 20

De manhã, eu geralmente vou pra escola, pra aprender ou pra ensinar. Acima, a foto do corredor que agora é tão familiar pra mim, mas onde eu já me senti extremamente desconfortável com as dezenas de olhares de alunos curiosos observando A Única Tubab Da Cidade passar.

Abaixo, fotos de mim ensinando e amando meus alunos (paciência é amor, né?)

Inline images 2

Inline images 10

E se eu não estou ensinando, eu estou aprendendo, então aqui vai uma foto do cara que salvou meu humor tantas vezes desde setembro. Além de me ensinar sobre a vida e felicidade, ele também me ensina wolof (e francês, quando está a fim). Conheçam o Malick.

Inline images 3

E se eu não estou ensinando nem aprendendo, eu estou costurando. Infelizmente faz algum tempo que eu não vou lá, então não tenho nenhuma foto minha em ação, mas aqui tem uma outra foto que… é…

Inline images 19

E aí eu volto pra casa.

Inline images 8



Creed Apollo, eu te amo.

 

E é HORA DO ALMOÇO!!! Se eu tenho tempo de manhã, eu ajudo minha família a cozinhar. Se não, o almoço fica mais gostoso. Na foto: AwaCheikh cozinhando ceebujeen.

Inline images 6

Inline images 15

O almoço é uma das minhas partes preferidas do dia, não só por causa da comida caseira maravilhosa. No Senegal, todo mundo come da mesma bacia, então as refeições são sempre em família, e isso significa muito pra mim. E mais: comer com as mãos é muito mais comum que comer com talheres, então imagina!!! Eu fico triplamente feliz.

 

A tarde, quando todo mundo de casa desaparece, eu tiro cochilos, leio, medito, ouço música, faço trabalhos, escrevo redações ou posts novos, saio pra correr, desenho ou assisto um filme, com exceção das quintas e sábados, quando eu vou pro clube de inglês pra passar um tempo rindo com meus amigos. Eu não tenho nenhuma foto muito boa de lá, mas tenho vários vídeos engraçadíssimos que eu espero poder compartilhar com vocês logo.

 

Sempre que eu tenho algum tempo livre, eu vou pro meu terraço. É o meu lugar preferido de toda Tivaouane desde o meu primeiro dia aqui, e a brisa e a paisagem que ele me proporciona são indescritivelmente prazerosas. Eu já me senti tão feliz e aliviada só por estar lá, e o céu da noite é estreladamente lindo!

Inline images 7

Inline images 13





 

Depois de ver o sol se por e provavelmente meditar um pouco, chega a noite e a animação pelo jantar (geralmente algo doce como cuscuz com leite e açúcar), e minha atividade final do dia: filtrar café.

Inline images 14



Aqui em casa nós sempre bebemos Café Touba, que é um café Senegalês tradicionalmente apimentado, filtrado em um balde de margarina, que na minha opinião dá todo aquele toque especial ao café. A essa hora eu provavelmente estou me preparando pra um banho frio de balde, pra depois cair nos braços de Morfeu. Como filtrar café é uma atividade longa e monótona, eu gosto de tirar esse tempo pra refletir um pouco sobre como foi meu dia e como eu me sinto. Meus sentimentos e pensamentos mais recentes ao fazer isso podem ser resumidos em alegria e satisfação, por tudo o que eu passei aqui e pela motivação que eu ainda sinto pra fazer o meu melhor sempre e aproveitar essa experiência ao máximo. Reflexões são saudáveis 🙂 


O fim do dia então chega, e é hora de ir pra cama. Eu espero que vocês tenham gostado de saber um pouco mais sobre minha vida aqui. Lembrem-se de beber muita água e passar protetor solar. Mantenham-se saudáveis e sãs, e não se esqueçam do mosquiteiro! (Ninguém aqui quer pegar malária). 

Inline images 5



Até a próxima! J

Fernanda Savaris Nunes