Meu querido Brasil

Azul Diaz - Brazil


June 2, 2015

Meu Brasil querido,

Em pouco tempo eu vou ter que te deixar, eu vou ter que continuar com o meu comino longe d’aqui mas, meu Brasil, eu quero te dizer que foi tÌ£o bom te encontrar nessa vida. Foi o destino mesmo que me tro̤o perto de vocÌ».

Eu prometo que vou te guardar dentro do meu cora̤̣o, e assim sempre ter uma parte de voc̻ dentro de mim.

Que bom foi mergulhar em teus rios gelados em dias de veṛo.

Que boas foram tuas noites estreladas na pra̤a da esquina.

Que bom foi o cheiro de caf̩, e as musicas dos passarinhos me acordando todas as manhas.

Obrigado Brasil por tuas montanhas verdes que ṣo gigantes calhados cuidando da gente,

Obrigado por tuas aguas refrescantes que curam a tristeza e a saudade de outros mundos perdidos.

Obrigado por tua lÌ_ngua linda que agora rola naturalmente no meus lÌÁbios,

Obrigado por o amor de tua terra, e por me aceitar como um dos teus filhos.

No final, meu Brasil, sÌ_ as lembran̤as do som do teus bailes, teu sabor de doce de banana, teu cheiro de chuva de verÌ£o que eu vou levar comigo.

Que saudade eu vou sentir de ter a samba no p̩, que saudade de teu calor na pele, que saudade do teus cores brilhantes.

O cor dourado do suor no teu corpo brilhando em Ipanema,

A loucura do teu carnaval,

Agua de coco ou caldo de cana,

Abacate com a̤̼car e leite,

As lembran̤as que eu vou levar.

Esta chegando a hora de mim ir embora meu Brasil,

Eu sei que voc̻ vai sentir falta de mim tamb̩m.

Mas a vida continua, como a energia de um jogo de capoeira,

Tudo que vem, vai. As nossas vidas ṣo iguais, rodando em ciclos infinitos

Eu sei que um dia o destino me vai me trazer de volta a este pais tropical.

AtÌ© lÌÁ, meu querido Brasil.

Azul Diaz