A ilha da magia The magic Island

Mauro Ramirez-Azofeifa


May 17, 2019

Nos fins de semana, quando eu ia na praia, quase sempre fazia trilhas na charmosa e assombrosa ilha da magia (Florianópolis). Quando a gente está em outro país, é difícil de encontrar e fazer amizades novas. Mas eu tive o prazer de conhecer e fazer essas amizades com pessoas do Brasil. Às vezes ia sozinho, às vezes ia com "essas amizades" que se tornaram amigos para a vida. A gente fez um monte de trilhas, como a trilha do morro das aranhas, trilha do Peri, exploração do morro dos ingleses e mais. A paisagem e natureza era muito legal, mas além disso, o mais legal era compartilhar com meus amigos brasileiros e aprender com eles e sua cultura. Durante as trilhas a gente tinha muitas conversas sobre diferentes temas como a natureza, animais, universo e a importância de conhecer outras culturas, pessoas e mentalidades diferentes sobre a vida. Uma vez, a gente estava sentado na praia do Santinho no norte da Ilha e vimos uma tartaruga no mar. Depois de olhar a tartaruga, a gente falou de como a tartaruga nada por quase todos os oceanos no mundo, mas na hora de ter filhotes, sempre volta para onde elas nasceram. Aí, nesse dia eu comecei a pensar e comparar os animais com nós, os seres humanos e como nós também procuramos fazer o mesmo. A gente quase sempre procura voltar ao mesmo lugar de origem e nascimento, onde estão os seres queridos, amigos e, mais importante, a família. Não vou esquecer esses dias. Eu curti muito meu tempo lá com essas pessoas tão maravilhosas onde sempre tivemos boas conversas.
On the weekends, when I went to the beach, I always hiked trails on the charming and amazing magic island (Florianópolis). When we are in another country, it is difficult to find and make new friends. But I had the pleasure to meet and make those friendships with people from Brazil. Sometimes I went alone, sometimes I went with "those friends" who became friends for the rest of my life. We did a lot of trails, like the trail of the spider's hill, the Peri trail, the exploration of the English hill and many more. The landscape and nature was very cool. However, the best thing was to share with my Brazilian friends and to learn from them and their culture. During the trails we had many conversations about different topics such as nature, animals, the universe and the importance of knowing other cultures, people and different mentalities in this life. One day, we were sitting on Santinho beach in the north of the Island and we saw a turtle in the sea. After looking for a while, we talked about how the turtles swim around the world and how when it comes to having babies, they always go back to their place of birth. I started to think and compare the animals with human beings and how we also try to return to our place of birth. Also, to see friends, people that we loved, and most important, our family. I will not forget those days. I really enjoyed my time there with these wonderful people where we always had good conversations.



Mauro Ramirez-Azofeifa